Publicado por: fragavideos | dezembro 20, 2012

Comentários

Todos e-mails deixando nas mensagens em nosso blog, foram cadastrados em nosso sistema de Newsletter, em breve vocês receberam informações de como comprar nossos produtos.

Dúvidas, entre em contato: contato@admunasp.com

Publicado por: fragavideos | novembro 5, 2009

Fique ligado!

Qualquer dúvida sobre produtos deverá ser encaminhado para o seguinte e-mail:

contato@admunasp.com

Publicado por: fragavideos | setembro 23, 2009

COLEÇÃO COMPLETA- DVDs DESENHOS VELHO TESTAMENTO

COLEÇÃO COMPLETA- DVDs DESENHOS VELHO TESTAMENTO

Compre na Loja Virtual; Clique Aqui

Desenhos da Bíblia – Velho Testamento Abraão e Moisés

DVD 01 – Abraão e Moisés
Abraão morava com sua familia na Mesopotâmia. Deus viu em Abraão um homem justo, correto e bondoso e fez-lhe promessas, dizendo que ele teria uma grande descendência e por ele seriam abençoadas todas as famílias da terra.Obediente e temente, Abraão foi honrado por Deus, como o Pai de um povo numeroso. Assista e se emocione com esta bela história.
Moisés
Este emocionante desenho reconta os primeiros anos de vida de Moisés, desde o dia em que foi encontrado pela filha de Faraó num cestinho à margem do Nilo, sua vida em Midiã como pastor de ovelhas e a sua convocação por Deus para que libertasse o seu povo do Egito.
Faraó, porém, não deseja libertar os hebreus da escravidão.

Áudio Disponível: Português 2.0 Dolby Digital; Português 5.1
Dolby Digital; Ingês Dolby Digital 5.1; Espanhol Dolby Digital 2.0
Duração: 60  minutos aprox.
Faixa Etária: Livre
País de Origem: Brasil
Cor: NTSC

 

DVD 02 – Daniel / Ester

 

ESTER
O que você faria se tivesse que arriscar a própria vida para salvar a vida de outros? Este foi o grande dilema que a jovem rainha Ester teve que enfrentar. Toda intriga perigo e traição que envolvia o palácio real da Pérsia estão bem representados nesta história dramática e inspiradora. A sua coragem, sabedoria e principalmente, sua fidelidade a Deus, ajudaram Ester a evitar uma grande tragédia: a destruição de seu povo. Ao assistir este vídeo você ficará conhecendo toda angústia que a rainha Ester teve que enfrentar e como sua lealdade ao rei foi recompensada.

DANIEL
O exército Babilônico invade Jerusalém, saqueia a cidade e leva cativo os mais brilhantes jovens de Israel. Entre eles estão Daniel e seus três amigos – Hananias, Misael e Azarias.
No cativeiro, estes quatro rapazes prestam serviço no palácio e se destacam. Com isso, ganham a simpatia do rei, porém despertam a inveja e ódio de alguns colegas.
Mesmo ocupando posição de destaque no reino enfrentam verdadeiras provas de fogo. Porém preferem arriscar a vida ao invés de desobedecer a Deus.

Ao assistir este vídeo você irá comprovar como Deus cuida e protege àqueles que O amam e que nEle confiam.

 

Áudio Disponível: Português 2.0 Dolby Digital; Português 5.1
Dolby Digital; Ingês Dolby Digital 5.1; Espanhol Dolby Digital 2.0
Duração: 60  minutos aprox.
Faixa Etária: Livre
País de Origem: Brasil
Cor: NTSC

 

DVD 03- Davi e Golias

Esta é uma das histórias mais conhecidas da Bíblia, apreciada tanto por crianças quanto por adultos. Davi era um jovem pastor de ovelhas que gostava muito de louvar a Deus tocando sua harpa. Golias era um gigante filisteu que provocou o exército israelita e proferiu blasfêmias contra Deus. Davi não tolerou esse desrespeito e o derrotou.

Bônus: Elias

A multidão silencia com as palavras do grande profeta Elias. Relâmpagos e trovões ecoaram no Monte Carmelo e Elias disse: Até quando vocês ficarão indecisos? Se o Senhor é Deus, sigam-no! Se Baal é deus então, sigam a Baal!. Por causa da coragem de Elias, Deus proporcionou ao povo de Israel, diante dos olhos dos sacerdotes de Baal, uma das maiores manifestações de seu poder.

Produzido nos EUA com direitos certificados de reprodução e distribuição no Brasil.
Colorido
Dublado
Classificação: Livre
Áudio: Português Dolby Digital 5.1
Português Dolby Digital 2.0
Inglês Dolby Digital 5.1
Espanhol Dolby Digital 2.0
FullScreen
Menu interativo
Duração: filme – 48 minutos aproximadamente.

 

DVD 04- Rute/Samuel

“Aonde tu fores eu irei, o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus.”
Esta frase, proferida por Rute, dá uma demonstração de sua grande fé. Nesta bela história, podemos apreciar como Deus abençoa as pesoas que Nele demonstram fé. Noemi e Rute muito foram abençoadas e protegidas por Deus durante tempos difíceis.

Samuel
Havia, em Israel, uma mulher estéril chamada Ana, cujo maior desejo era ter um filho.Um dia, ao ir ao templo, ela pediu ao Senhor que lhe desse um bebê e prometeu que, ao nascer, o entregaria para viver no templo, servindo por toda a vida ao Senhor.
A criança era Samuel. Por sempre ter sido obediente, Samuel é escolhido por Deus como sacerdote, juiz e profeta do povo de Israel.

Áudio Disponível: Português 2.0 Dolby Digital; Português 5.1
Dolby Digital; Ingês Dolby Digital 5.1; Espanhol Dolby Digital 2.0
Duração: 51 minutos aprox.
Faixa Etária: Livre
País de Origem: Brasil
Cor: NTSC

 

DVD 05- Salomão / Elizeu

Salomão

Com a Morte de Dvi, salomão, seu filho, passou a reinar em seu lugar. E, como seu pai , Salomão amava deus e queria obedece-lo.Um dia,em sonho .Deus disse a Salomão para pedir o que quisesse e ele lhe daria.

Salomão lhe pediu a sabedoria para ser um bom rei. Deus, então , atendeu ao seu pedido.

Veja nesse desenho como Salomão usou essa grande sabedoria.

Eliseu

O`Profeta Elias foi com seu dicipulo Eliseu para margem do jordão . De repente, um carro de fogo, com cavalos tambem de fogo, separou -os um dos outros e Elias foi arrebatado ao Céu. Conheça a emocionante historia do profeta Eliseu, neste belo epsodio.

Produzido nos EUA com direitos certificados de reprodução e distribuição no Brasil.
Colorido
Dublado
Classificação: Livre
Áudio: Português Dolby Digital 5.1
Português Dolby Digital 2.0
Inglês Dolby Digital 5.1
Espanhol Dolby Digital 2.0
FullScreen
Menu interativo
Duração: filme – 48 minutos aproximadamente.

 

DVD 06- José no Egito / A Reunião de José

Contém 2 histórias
Dublado em Português

JOSÉ NO EGITO
José, o filho predileto de Jacó desperta ciúmes nos demais irmãos a tal ponto que eles o vendem como escravo para uns mercadores que o levam para o Egito. Mesmo distante de casa, ele permanece fiel a Deus. Lançado na prisão por um crime que não cometera, interpreta acertadamente os sonhos de dois companheiros de cela ganhando assim a confiança do carcereiro. Notícias de sua habilidade chegam ao palácio e Deus revela a José a interpretação dos sonhos do Faraó que lhe retribui nomeando-o Governador do Egito. De escravo a Governador? Sim. Este é o resultado de uma vida de fidelidade a Deus.
A seca tinha devastado as colheitas de Canaã, porém vinham notícias de que no Egito haviam armazéns repletos de alimentos.
Antes que sua família perecesse de fome.

A REUNIÃO DE JOSÉ
Jacó envia dez dos seus filhos ao Egito, para comprar provisões.
Porém eles jamais poderiam imaginar que lá no Egito fossem encontrar seu irmão José que há tanto tempo haviam vendido como escravo.
Você ficará encantado com o emocionante desfecho desta história. Descubra como será este ajuste de contas entre José e seus irmãos.

Tempo: 48 minutos
Idiomas / Sistema de Som:
Português – Dolby Digital 5.1
Português – Dolby Digital 2.0
Inglês – Dolby Digital 5.1
Formatos de Tela: Fullscreen

Publicado por: fragavideos | setembro 23, 2009

DVD Desenhos Bíblicos Novo Testamento

DVD Desenhos Bíblicos Coleção Novo Testamento

Compre direto na Loja Virtual

Produtora: Rich Entertainment

Idioma: Por/Ing

Contém 2 histórias em cada DVD

Dublado em Português e Inglês

Duração Aprox: 60 min

Advertência: Esta cópia em DVD da obra original, incluindo sua trilha sonora, é destinada exclusivamente a exibições domésticas, não sendo permitida qualquer outra forma de utilização, bem como reproduções totais oi parciais. A violação dos direitos exclusivos do produtor e do distribuidor sobre esta obra é crime (Artigo 184 do código Penal).

 

DVD 01 – A OVELHA PERDIDA e Parábolas de Jesus

Parábolas de Jesus

Jesus sempre ensinou a seus seguidores usando histórias chamadas de parábolas. A parábola dos talentos, do Rico e Lazaro e dos dois filhos são contadas juntos para enfatizar valores importantes.Elas nos ensinam como ser bons mordomos do nosso tempo e das coisas que nos são dadas.Num mundo em que as pessoas tendem a se colocar no centro de tudo, essas verdades eternas nos ajudam a por o foco em Deus e em seu poder, vivendo de acordo com seus ensinos e princípios.

A OVELHA PERDIDA

Ao encontrar uma ovelha que estava perdida, seu pastor fica muito mais feliz por esta do que por todas as outras que já estavam em segurança no aprisco. Da mesma forma, há muito mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por aqueles que não necessitam de arrependimento.

DVD 02 – Pão do Céu/O Maior é o Menor

O MAIOR É O MENOR

Tiago, um dos discípulos de Jesus, é preso. No cárcere, relembra das grandes lições ensinadas pelo Mestre. Numa ceia com Jesus, os discípulos inquietos, disputam entre si posição de destaque no “Reino do Deus”. Nesta ocasião, Jesus ensina-lhes uma inesquecível lição de humildade, mostrando como deve proceder aquele que deseja ser o maior no “Reino”.

PÃO DO CÉU

Um menino segue uma multidão para ouvir as belíssimas palavras de Jesus. Leva consigo cinco pães e dois peixes para servi-lhe de alimento. Aparentemente, somente ele se lembrara disso, pois, num dado momento, toda multidão está faminta e não há alimento para tanta gente. Veja então, como Jesus realiza um dos seus maiores milagres!

DVD 03 – Ele Vive/Senhor eu creio

Ele Vive

Ao receber a notícia de que seu amigo Lázaro está doente, Jesus não interrompe de imediato seus afazeres para atender a este chamado. Por isso a viagem em direção à Betânia se atrasa bastante. Quando Jesus finalmente chega ao seu destino, Maria e Marta em prantos, contam que seu irmão já estava morto há quatro dias. Será que Jesus havia chegado muito tarde? Confira!

Senhor, eu Creio

Todo o sofrimento e a tristeza da tão cruel morte de Jesus na cruz está retratada neste vídeo.Tudo isso torna a alegria da sua ressurreição ainda mais constratante e esplendorosamente maravilhosa. A ascenção de Jesus ao céu completa os mais importantes acontecimentos para a salvação de toda a humanidade e promessa da vida eterna.

DVD 04 – Saulo de Tarso/O Ministério de Paulo

Saulo de Tarso

Saulo era um firme perseguidor dos cristãos. Mas Jesus Cristo o comissionou a ser seu seguidor e a pregar por toda a terra habitada. Saulo passa a ser chamado de Paulo, e começa a enfrentar muita perseguição e dificuldades, sendo sempre, porém, abençoado por Deus. O Ministério de Paulo Emocione-se ao conhecer a dedicação de Paulo em suas viagens missionárias neste episódio. Os principais fatos ocorridos em suas viagens, os principais relatos bíblicos, aqui são apresentados com clareza e emoção.

DVD 05– Nasce o Rei/João Batista

NASCE O REI

Uma profecia milenar se cumpre. O Tão esperado Messias nasce em uma humilde manjedoura na pequena cidade de Belém da Judéia. No céu, uma brilhante estrela anuncia o fato. Você agora terá a oportunidade de conferir este que é o maior acontecimento da história deste mundo. O nascimento do bebê Jesus, o melhor presente de natal dado por Deus para a humanidade.

JOÃO BATISTA

Em um cenário tão controvertido, surge um homem simples, amigo do deserto e com uma importantíssima missão: preparar o caminho para a chegada do messias. Neste vídeo você acompanhará a história desse grande personagem que teve o incomparável privilégio de batizar a Jesus nas águas do rio Jordão dando-nos este exemplo a ser seguido.

 DVD 06 – Tesouros no Céu/Os Milagres de Jesus

OS MILAGRES DE JESUS

Cegos, paralíticos, leprosos, sofredores… homens e mulheres buscam desesperadamente por auxilio. Com o coração cheio de dor, mas em espírito de fé, recebem de Jesus não somente cura, mas recebem principalmente a salvação. Caminhe com Jesus neste vídeo e se emocione com estes verdadeiros milagres de amor.

TESOUROS NO CÉU

Onde se encontra a verdadeira riqueza? O que são os tesouros do céu? Conheça a história de Zaqueu um ambicioso cobrador de impostos, que desejava ver Jesus. Você verá como a vida desse homem mudou, quando teve o privilégio de receber, em sua casa, a visita de Jesus e pôde descobrir a maior de todas as riquezas.

DVD 07 – O Juiz Justo/Oração do Pai Nosso

O JUIZ JUSTO

Neste vídeo, duas histórias irão ilustrar como, em inúmeras ocasiões, o julgamento humano é falho. Uma mulher é pega em flagrante adultério e seus acusadores desejam apedrejá-la. Na outra história, a cura de um cego de nascença abre uma discussão: o pecado de quem; foi o causador de sua cegueira?

ORAÇÃO DO PAI NOSSO

Veja nesse vídeo o momento em que Jesus Cristo ensina aos seus discípulos fiéis uma oração -modelo, e o que ela significa.

DVD 08 – O Filho Pródigo/O Reino do Céu

O FILHO PRÓDIGO

Um filho que abandona o lar em busca de novas aventuras e um pai amargurado, mas esperançoso pela volta do filho, são os personagens desta belíssima parábola contada por Jesus. Um jovem confuso e ingênuo que perde tudo o que tem com falsos amigos, e, temeroso, retorna ao lar. Veja que grande amor Deus tem pelos seus filhos.

O REINO DO CÉU

“O Reino do Céu”, e uma expressão que os discípulos de Jesus tinham dificuldades de compreender o seu verdadeiro significado. Conheça mais algumas parábolas de Jesus que, além de nos fazer entender, conduzirá a uma conclusão maravilhosa. O Reino do Céu está disponível não somente a alguns, mas à toda humanidade.

DVD 09 – O Bom Samaritano/Perdoa Nossas Dívidas

O BOM SAMARITANO

O cenário é violento e perigoso. Os viajantes têm medo daquela estrada, palco de inúmeros assaltos. A região é propícia à emboscadas. Mas, até neste cenário cruel, o amor pode se manifestar de uma maneira que menos se espera. Um samaritano, uma pessoa discriminada pelos judeus, demonstra o verdadeiro sentido do amor ao próximo.

PERDOA NOSSAS DÍVIDAS

“Até quantas vezes devo eu perdoar aqueles que nos ofendem?” Esta intrigante pergunta é o tema desta história. Pedro, um dos discípulos de Jesus, tenta limitar este número em até sete vezes. Um devedor do rei que acabara de ter sua dívida perdoada, não é capaz de perdoar uma única vez. A resposta dada por Jesus vai surpreendê-lo, com certeza.

DVD 10 – Desenhos da Bíblia – Jesus, O Filho de Deus – Jesus ressucita Lázaro

Assista alguns dos mais emocionantes momentos de Jesus na Terra, ensinando, curando e trazendo alegria às pessoas. No segundo desenho, veja o amor que Jesus demonstra pelas pessoas e o milagre da ressurreição de Lázaro.

Publicado por: fragavideos | dezembro 21, 2008

Formas de Pagamento

01 – Pagamento Digital

02 – Pag Seguro UOL

Publicado por: fragavideos | junho 11, 2008

A Influência da Mensagem Subliminar na Música

“…emoções de toda espécie são produzidas pela melodia e pelo ritmo:   através da música, por conseguinte, o homem se acostuma a experimentar  as emoções certas: tem a música, portanto, o poder de formar o caráter,  e os os vários tipos de música, baseados nos vários modos, distinguem-se  pelos seus efeitos sobre o caráter – um, por exemplo, operando na  direção da melancolia, outro na da efeminação, um incentivando a  renúncia, outro o domínio de si, um terceiro o entusiasmo, e assim por  diante, através da série”(Aristóteles). 

Na Linha do Tempo…

O objetivo deste site, não é estudar a música em si mesma, como arte abstrata, entretenimento ou lazer, mas sim, a música como energia literal, capaz de influir no caráter do indivíduo, para melhorá-lo ou piorá-lo. Música como força tangível, concreta, capaz de transformar sociedades inteiras e até grandes civilizações, como ocorreu no passado, com suas influências, ora nefastas, ora benéficas. Você certamente se lembra da decadência da civilização chinesa e da falência da grega. Seria muita pretensão de nossa parte, estudar todos os efeitos causados pela influência da música como agente transformador tanto da alma, como da sociedade. Pretendemos isto sim, dar apenas algumas pinceladas, neste quadro imenso de estudos e pesquisas que se descortina na nossa frente toda vez que começamos a pensar como os antigos, a respeito do poder incomensurável da música, no seu aspecto socio-cultural. “Era exatamente a isso que se dirigia Pitágoras na pesquisa através da qual descobriu que toda a música pode ser reduzida a números e relações matemáticas – e que o universo inteiro, e todos os fenômenos dentro dele, também podem ser explicados nos mesmos termos, e nos mesmos números e relações matemáticas especiais encontrados na música.

A compreensão pitagórica da música era muito mais do que apenas materialista, acadêmica , e esse tipo de compreensão é lamentavelmente raro hoje em dia. Não obstante, descobrimos alguma coisa dessa chama sempre jovem da sabedoria eterna, preservada na pequena minoria de músicos que ainda agora aliam o conhecimento acadêmico e a experiência prática da música a um genuíno e sério desenvolvimento espiritual interior.”(O Poder Oculto da Música – David Tame – 1984 – Ed.Cultrix – SP). Jacques Stehman, historiador francês, afirmou que a música foi a primeira linguagem do homem primitivo. Na linha do tempo, quando retrocedemos na história das antigas civilizações, começamos a entender a real importância da música no contexto da formação cultural de um povo. Os antigos egípcios, por exemplo, a entendiam como energia vibratória universal, chamando-a de Verbo ou Verbos, para os pitagoristas gregos era a ‘Música das Esferas’, já para os chineses, a música era como ‘energia celeste da perfeita harmonia’. Até mesmo Platão (séc.V a.C.), amante da música, já selecionava as melodias segundo a influência que exercia sobre o povo, indicando músicas para finalidades guerreiras, estimulativas e educativas. Cyril Scott, compositor impressionista do começo do século, escreveu que “uma inovação no estilo musical tem sido invariavelmente seguida de inovação na política e na moral. E,o que é mais… ao declínio da música [no Egito e na Grécia] seguiu-se o completo declínio das próprias civilizações egípcia e grega”. (Cyril Scott-Music, Its Secret Influence Throughout the Ages -Aquarian Press – 1958).

Música, Matemática ou Física?

O que dizer da música como expressão matemática e principalmente física? Não podemos ignorar o aspecto da física inerente à música, quando às vibrações dos seus acordes. Em determinadas freqüências, fazem estilhaçar não só taças de cristal, mas também lustres e vidraças. Podemos afirmar que determinadas vibrações na música são usadas de maneira subliminar, visto que o ouvido humano tem um limite para captação de sons conscientes. As vibrações abaixo e acima destes limites são captadas inconscientemente provocando em algumas pessoas, dores de cabeça, sensações de mal-estar, medo, angústia, excitação ou até mesmo, uma calma aparente. Os sons subliminares são muito usados no cinema para se conseguir um estado alterado de consciência ou para se conseguir o efeito desejado em determinadas cenas, semelhantes às sugestões pós-hipnóticas. E o que dizer do ritmo das músicas? Os fatos registrados na história atestam os efeitos que os ritmos cadenciados podem ocasionar. Tomemos por exemplo, uma tropa de soldados marchando em uníssono, ao atravessar uma ponte. O somatório das vozes, da cadência da marcha, da altura e principalmente da freqüência dos sons, se estiverem na mesma freqüência das vibrações das moléculas da estrutura daquela ponte, podem faze-la ruir em poucos segundos. A destruição da ponte, antes mesmo dos soldados atravessá-la, pode ser semelhante a da taça de cristal!  

O Caso mais antigo…

O caso mais famoso, e provavelmente o mais antigo que a história registra dos efeitos físicos da frequência do som, é a destruição dos muros de Jericó, através de Josué, cerca do séc. XV a.C., conforme relatado nas páginas da Bíblia. Orientado divinamente, Josué estabelece um plano misto de sons e música, combinados com o número sete, que é um número místico, também considerado o número da perfeição de Deus (sete trombetas, sete anjos, sete dias, etc.). As tropas circundaram a cidade, marchando durante seis dias, onde sete sacerdotes levavam sete trombetas de chifres de carneiro. No sétimo dia, rodearam a cidade 7 vezes, e sob as ordens de Josué, tocaram longamente a trombeta, e todos gritaram com grande voz, em uníssono juntamente com os sons das trombetas e da marcha. Imediatamente, as poderosas muralhas ruíram, e a cidade foi tomada e saqueada pelos hebreus (Josué 6.4-20). 

Nos Dias de Hoje…

Uma tática militar anti-guerrilha ou manifestações populares, revela a eficiência dos sons(combinados). O conjunto matematicamente combinado dos sons das botas batendo cadenciadas no chão, das vozes de comando, dos ‘gritos de guerra’, das batidas ritmadas dos cacetetes nos escudos, fazem com que um pequeno pelotão, represente de maneira inconsciente, subliminar, algo muito mais ostensivo do que é na situação real. Conclusão: – um contingente pequeno, de soldados bem treinados, pode dispersar uma grande manifestação de massas, com milhares de pessoas. Infelizmente o homem moderno, reducionista e materialista tenta tapar o sol com a peneira, ignorando a íntima relação da música com os fatos que o cerca, chegando, na sua ignorância, a afirmar que não existe subliminar na música ! Ainda bem que as descobertas arqueológicas estão a cada dia, corroborando histórias que até pouco tempo atrás, eram consideradas ‘da carochinha’, superstição ou lenda. No caso da passagem bíblica sobre as muralhas de Jericó, como relatamos, ficou provado, após minuciosa perícia técnica das ruínas, que num determinado momento, os muros simplesmente se desmoronaram, como se tivesse havido uma grande implosão, algo místico, divino e ao mesmo tempo físico, desintegrando ou desestruturando toda harmonia que agregava umas moléculas às outras, nas bases das edificações.

Backward Masking: As mensagens invertidas

Quando Gary Greenwald começou a desenvolver estudos sobre mensagens invertidas nas músicas, empreendidos pelas Universidades de Standford e Universidade de Los Angeles, também conhecidas como ‘Backward Masking’, certamente foi chamado de louco, fanático, religioso, lunático, etc.  e que o cérebro não entende as mensagens quando estão invertidas, como se pudéssemos comparar o cérebro, o melhor e mais complexo computador que existe, a um simples rim… Graças a Deus que, não poucos estudos científicos tem conseguido mostrar, através de modernos equipamentos multimídia, que frases e até palavras são codificadas pelo cérebro, e, no exato momento que estamos falando, estas expressões já estão sendo enxertadas na fala.

Já colhemos depoimentos surpreendentes de crianças, que quando estão dormindo, balbuciam palavras invertidas de músicas que ouviram durante o dia. Quando se inverte a rotação de uma fala, discurso, ou depoimento, detecta-se claramente o real significado ou sentido que gostaríamos de ter falado, mas por medo, repressão ou por um motivo alheio ao nosso consciente, não o fizemos do modo normal. É como se fosse um (moderno) detector de mentiras. Vale a pena conferir o espetacular estudo desenvolvido por David Oates, quando mostra por exemplo, um discurso de B.Clinton a respeito de Monica Lewinsky, mostrado em rotação contrária. As mesmas palavras que foram pronunciadas do lado normal, agora desabonam a idoneidade moral de sua ‘estagiária’. A experiência feita com o discurso de Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar no solo lunar, também é impressionante. Confira: http://www.reversespeech.com.

É, realmente há muito mais coisas entre o céu e a terra, que a vã filosofia imagina. 

Influências da Música:

- Rebeldia e Violência

A história se repete, a violência volta a ocupar praticamente todo o espaço na mídia. A violência é fruto principalmente da rebelião do indivíduo aos valores e conceitos sociais, morais e políticos de uma sociedade. Foi a partir dos anos 50 que estes aspectos de rebeldia marcaram de maneira muito profunda toda cultura jovem não só norte-americana, mas mundial. Estes jovens viveram e cresceram dentro de uma sociedade consumista e materialista, tendo como pano de fundo, as cenas recentes ainda muito vivas e todas as consequências cruéis da 2a. Guerra Mundial. A música, em especial o rock, foi, sem dúvida, o grande meio de catalização, como linguagem única da juventude, capaz de expor e traduzir todos os seus anseios e conflitos, provocados pelas desigualdades sociais e raciais, problemas existenciais, lares desfeitos e desajustados, reflexos e seqüelas impiedosos da guerra. A música, antes da década de 50, era bifurcada em dois grandes mercados: a chamada música para brancos, produzida por grandes gravadoras para um público nacional, constituída de música erudita e romântica e a música para negros (o blues e o rhythm and blues), produzida por gravadoras menores, para um público bem menor. Por sua vez, o “country-and-western”, música caipira dos brancos pobres, de natureza folclórica e origem rural, era tão marginalizada quanto à dos negros.

A fusão destas tendências musicais, que veio a se chamar de rock’n’roll, de estilo contestatório, foi ‘adotada’ pelos jovens de classe média branca, como forma de se rebelar contra os padrões sociais estabelecidos na época, por seus pais. A indústria cultural norte-americana percebendo o emergente mercado que se abria com o rock e sua filosofia de vida, investiu pesado nos cantores brancos, uma vez que o mercado nacional relutou no início para aceitar o seu estilo agressivo, lançando Bill Halley e em seguida, Elvis Presley (nos Estados Unidos), e os Beatles ( na Inglaterra, depois de l962). O cinema, importante meio de formação de ideais e valores da época, não ficou de fora neste processo. Já havia sido lançado o filme “The wild one” (O Selvagem) em l953, com Marlon Brando, que retratava o choque entre a sociedade organizada e uma juventude “selvagem” e sem rumo. Em 1955, o cinema lançou “Rebel without a cause” (Juventude Transviada) com James (Jimmy) Dean, que tratava dos jovens “rebeldes sem causa” da época. Mas foi com o filme “Blackboard Jungle” (Sementes da Violência) também com James Dean, de l955, com a trilha “Rock around the clock” de Bill Haley, o já então hino de guerra dos jovens, que a verdadeira ‘semente da violência’ seria lançada, como uma verdadeira bomba no universo mental dos adolescentes. James Dean, o maior mito do cinema da época, foi ‘idolatrado’ e imitado por toda uma geração, como símbolo de rebeldia contra a sociedade consumista e tradicional. Logo, todos estavam usando o mesmo estilo de corte de cabelo, jaquetas de couro e jeans como uniforme. “Coincidentemente”, na mesma época era lançado o livro “The Doors of Perception” (As portas da percepção) de Aldous Huxley, que prestigiou o consumo de drogas alucinógenas (daí o nome do conjunto de rock “The Doors”). Dean morreria quatro dias antes da estréia de seu filme em Nova Iorque, num desastre automobilístico, sem sequer imaginar a influência maléfica que representara à esta geração. A rebelião se tornou o tema principal das músicas, em especial do rock, e a violência a linguagem universal usada pela juventude até os dias de hoje.

Definitivamente a ‘semente da violência’ encontrou solo fértil. As normas morais e os padrões de condutas sociais estavam rompidos, a juventude mergulhava de ‘cabeça’ nas bolinhas, nas bebedeiras, no LSD e suas visões cósmicas e alucinógenas, nas experiências e depravações sexuais. Podemos classificar a influência da música em 5 tópicos principais: violência, sexo, drogas, ocultismo e hedonismo. Estudaremos em primeiro lugar a violência. Um médico, ao pesquisar porque havia tanta violência nos shows de rock, descobriu que o hormônio que uma pessoa produz e que é injetado no sangue quando se zanga é o mesmo produzido quando uma pessoa ouve rock. A violência na música atingiu seu clímax com o movimento Punk que, carregado de crueldade e sadismo, é contrário a todos os princípios aceitos pela sociedade. O Punk-Rock é mais que um estilo de música, é também uma filosofia de vida, de comportamento. Seus seguidores colocam correntes, brincos e alfinetes espetados nos mais diversos locais do corpo. Foi o grupo Sex Pistols que inaugurou o punk-rock com todo tipo de insultos, agressões e obscenidades. Citaremos em seguida várias letras de músicas abrangendo o tema, pois os efeitos da música se tornam mais maléficos, quando reforçados pela mensagem da letra e influência da personalidade dos artistas. Citaremos também alguns trechos de entrevistas e declarações contendo referências à violência e rebeldia na música popular em geral, dadas por pessoas que, de alguma forma estão envolvidas no mundo da música (várias delas já falecidas).

Alice Cooper – Declarou: “Rebelião é a base para o nosso grupo. Alguns dos jovens que nos escutam realmente são dementes; mas eles olham para nós como heróis porque seus pais nos odeiam tanto”. Às vezes corta a cabeça de um cachorro no palco e a joga para a platéia, que fica louca para pegá-la, com o sangue ainda saindo. Outra vez fez o mesmo com um bode, só que jogou os intestinos na platéia.

Nota: Cooper, cujo nome verdadeiro é Vincente Furnier – é filho de um pastor batista, tendo vivido parte de sua infância em Phoenix. Alice Cooper, ficou mundialmente conhecido nos anos 70 por ser vocalista de rock satânico e, suas performances não dispensavam bichos, principalmente cobras. Há vários anos, arrependeu-se de seus atos e, auxiliado por seu pai converteu-se, e hoje pertence à congregação Batista de seu genitor. Nos últimos meses, o cantor através de sua fundação, doou mais de 500 mil dólares para obras cristãs de caridade.

Allen Lanier – Um integrante do grupo “Blue Oyster Cult” declarou: “Rock and Roll tem emoções realmente violentas…Há muita violência, muita agressão na música”.

Beatles – Tem uma canção intitulada “She’s leavin’home” (Ela está deixando a casa), enaltece uma jovem que sai de casa, atras de prazer e alegria no mundo, para fazer o que ela quer.

Bruce Dickinson – Do grupo Iron Maiden (Virgem ou Dama de Ferro – um antigo instrumento de tortura usado na Idade Média) declarou: “Tortura. Uma loucura total. Eis a nossa música”

Dead Kennedys – Em uma de suas faixas, cantam: “Eu mato crianças, eu gosto de vê-las morrer. Eu mato crianças para fazer suas mães chorarem. Esmago-as com meu carro, eu as quero ouvir gritar. Dou-lhes doce envenenado para estragar seu dia dos bruxos”. Apesar de se tratar de uma sátira, infelizmente para muitos acaba valendo a mensagem explícita…

Frank Zappa – Líder dos “Mothers of Invention” declarou: “Os sons altos e as luzes brilhantes de hoje são instrumentos tremendos para doutrinação. É possível modificar a estrutura química humana com as combinações certas de frequências. Se o rítmo certo faz você balançar o pé, que tipo de rítmo faz você dobrar o punho e bater?”

Gabriel Pensador – Na música ‘Playboy’ ele canta: ‘…apenas mais um motivo pra eu tirar o sarro, sacanear o mendigo é a maior diversão…’ Pouco tempo depois alguns jovens de classe média alta de Brasilia (playboys) atearam fogo em um indivíduo (índio da tribo Pataxó) que dormia debaixo de um abrigo de ônibus, pensando que era um mendigo… Mais um caso de sátira, mas será que todos entenderam que era apenas uma sátira?!

Gal Costa - O jornal O Estado de São Paulo cita uma declaração dela que o seu disco “Profana” tem muito da sua personalidade: “Esta coisa de irreverência, de liberdade de viver e cantar o que quero, sem preconceito”

Jim Morrison – Ex-integrante do “The Doors” declarou: “Somos políticos e eróticos. O que nos interessa é a revolta e a desordem…”

Joelho de Porco – A revista Veja (31.05.84) faz a seguinte declaração a respeito do grupo: “O fato é que o ‘Joelho’ sempre faz a coisa com muito deboche e irreverência, do jeito que o rock brasileiro precisa ser”.

John Phillips – Integrante dos “Mamas and the papas” declarou que qualquer músico, controlando cuidadosamente o ritmo, pode controlar a histeria da audiência. Para provar esta tese cientificamente, eles provocaram um tumulto num show em Phoenix.

Johnny Rotten (Joãozinho Podre) – Líder do grupo Sex Pistols declarou: “Sou um anti-Cristo… Quero é destruir”.

Keith Richard – dos Rolling Stones declarou: “Nossos verdadeiros seguidores… são os hippies… Todos eles pensam como nós e estão disputando as imoralidades principais desta sociedade de hoje: a guerra no Vietnã, ilegalidade do aborto, e a perseguição dos homossexuais”.

Paul Cantor – integrante do “Jefferson Airplane” declarou: “A nova música rock é planejada para alargar a brecha entre as gerações, alienar os pais dos seus filhos, e preparar os jovens para a revolução”

Legião Urbana – no álbum “As 4 estações” tem uma faixa intitulada “Pais e filhos” que diz: “Quero colo, vou fugir de casa…”

Mário de Castro – Baixista e vocal do grupo Cadilaque, declarou: “Nós somos selvagens e nunca seremos um conjunto apenas vocal, tudo certinho. Nosso rock é ser contra, forte, contestador, com agressividade musical”

Ozzy Osbourne – Durante uma reunião executiva da CBS, deu uma mordida na cabeça de uma pomba viva, para que se lembrassem dele daquela maneira, enquanto cuspia os restos na mesa onde estavam reunidos. Durante um show em Iowa, nos Estados Unidos, em janeiro de l982, matou a dentadas um morcego doado por um espectador, cuspindo os restos diante da platéia que delirava com isso”

Raul Seixas – Depois de assistir ao filme “Rock around the clock” com uma turma, fizeram um estrago total no cinema. “…A gente quebrou o cinema todo, era uma coisa mais livre,… eu senti que ia ser uma revolução incrível. Na época eu pensava que os jovens iam conquistar o mundo…” Ele assistiu o filme “A hard day’s night”, dos Beatles cerca de 11 vezes, e “O prisioneiro do rock” nada menos que 28 vezes. “…eu usava o rock como revolta, uma revolta irracional. Mas os Beatles canalizaram a coisa, eles mostraram o outro lado de tudo… Influenciado por eles eu comecei a compor…”, “…A gente procurava briga na rua, quebrava vidraça e roubava bugigangas nas lojas, como nos filmes. Eu não gostava muito daquilo, mas como o rock estava ligado a uma maneira de ser (ou pelo menos eu pensava), eu ia na onda.

René Jarrait – ex-integrante do grupo “Menudo” foi apresentado pela Folha de São Paulo (16.dez.84) como “o rebelde do rock”.

Roberto Carlos – compôs juntamente com Erasmo Carlos, em 1966, a música “Quero que vá tudo pro inferno” que rompia com as normas e padrões sociais da época.

Roger – o jornal O Estado de São Paulo, falando a respeito dele (guitarra e vocal da banda “Ultraje a Rigor”): “Esse estilo debochado, irreverente, é a base do rock”.  

- Suicídio

O suicídio nada mais é que, o ato de tirar a própria vida, ou matar-se a si próprio. Em outras palavras o suicida também é homicida. A prova de que a influência de certas músicas e ritmos, de um modo geral, contribuiu para o aumento do suicídio entre os jovens, é que entre os anos de 1952 e 1962 este índice (suicídios) aumentou em 50%. Coincidência? As pesquisas já mostraram que 18% dos suicídios praticados na juventude, entre outros atos de violência, devem ser atribuidos à influência do rock’n’roll. O suicídio hoje já é a segunda causa da morte de jovens e adolescentes, só perdendo para os acidentes. Várias são as referências diretas e indiretas (subliminares) a respeito do suicídio em quase todos os estilos de música, em especial no rock. Citaremos a seguir alguns depoimentos, declarações e trechos de músicas que tratam (ou induzem) sobre suicídio:

AC/DC - A faixa “Wanted for Murder” (Procurado por assassinato?) preferida pelo jovem Steve Boucher teria sido a causa de seu suicídio.

Anthony Kiedis – Integrante do grupo Red Hot Chili Peppers fez o seguinte desabafo no fim de uma ‘tournée’: “…Nunca pensei tanto em me matar como nos últimos tempos…”

Blue Oyster Cult – Na música intitulada “Don’t fear the reaper” (Não tema o ceifador) eles aconselham uma jovem que está pensando em suicidar-se: “Baby, tome a minha mão. Não tenha medo de satanás. Baby, tome a minha mão…” no fundo se ouve as palavras “Don’t fear the reaper” sendo repetidas várias vezes.

Debbie Harrry – Integrante do grupo Blondie tem uma música que diz: “Morra jovem e fique bonita, não fique velha e feia, voce, morra jovem e fique bonita”

Deep Purple – Na capa do álbum ‘Abandon’, o título de mesmo nome aparece em vermelho, como se escrito com sangue e a imagem é de um homem saltando de cima de um prédio; em segundo plano, ao fundo ve-se o topo de varios arranha-ceus.

Eminem – Em uma parte da música do vídeo Stan, uma parceria do cantor de rap americano Eminem com a cantora britânica Dido, que mostra um suposto fã do cantor cometendo suicídio, diz: “Estou deprimido. Às vezes me corto para ver o quanto sangro”.

Elton John – Tem uma canção intitulada: “Don’t shoot me” (Não me mate) e “I’m gonna kill myself” (Vou me matar). Várias de suas canções tem como tema a ‘morte’. Ele próprio declarou: “A morte me preocupa, é verdade. Mas sou também apaixonado pelas melodias tristes, melancólicas. Compondo canções que gostaria de ouvir no meu funeral”.

Gabriel Pensador – Numa das faixas do álbum de mesmo nome, ‘Loura Burra’, se ouve no fundo: ‘o melhor é se suicidar’.

Iron Maiden – Na música “Phantom of the opera” (Fantasma da ópera) eles cantam: “…e voce sabe e eu sei que voce não vai durar muito…”, na “Another life” eles cantam: “…Mas estou cansado de viver/ Posso terminar tudo hoje”, na “Innocent exile” (Exílio inocente) diz: “Minha vida é tão vazia/ Não tenho motivos para viver…”, na “Killers” (Assassinos) diz: “…Minha hora é chegada/ Surge o chamado da morte um grito quebra o silencio da noite…” em “The Trooper” (O Cavalariano) diz: “…E enquanto eu fico esquecido e sozinho/ sem uma lágrima eu exalo meu gemido de morte”, em “Still life” (Natureza morta) diz: “… Todo sangue da minha vida esta sendo drenado lentamente/ e eu sinto que estou mais fraco a cada dia/ de algum jeito eu sei que logo/ estarei me juntando a eles no fundo da piscina… agora esta claro eu sei o que fazer/ …de mãos dadas então pularemos na piscina/ … oh…nós mergulharemos juntos/será para sempre”, em “Powerslave” (Escravo do poder) diz: “Eu sou um escravo do poder da morte…”, em “Heaven can walt” (Céu pode esperar) diz: “… É agora que poderia ser um anjo da morte que veio para mim…”

Judas PriestFoi levado aos tribunais por ter induzido dois jovens ao suicídio. O álbum “British Steel”, mostra uma mão segurando uma lâmina de barbear, tipo “Gillete”. Só para lembrar, é um dos instrumentos mais utilizados por pessoas que tentam o suicídio através do método de cortar os pulsos….

Kiss – Tem um álbum intitulado “Destroyer” (Destruidor) que trata sobre suicídio. Um rapaz quando ouvia esta música deitado no banheiro, sem saber porque quis se matar com uma faca que tinha na mão. (Violence in Rock Music-David Benoite).

Legião Urbana - Grande número de músicas da banda fala de ‘fossa’, depressão e desajustamento conjugal. Na canção “Vinte e Nove” eles cantam: “…me embriaguei morrendo vinte e nove vezes…” e na “Tempestade” diz: “…Vem de repente um anjo triste perto de mim…”. A alusão é obvia ao ‘anjo da morte’, uma vez que a Bíblia não faz citação a anjos tristes. A mídia divulgou intensamente que Renato Russo, que estava com aids, já não saia mais de casa, a não ser para cumprir contratos se apresentando em shows e que ele recusava se alimentar. Por acaso isto não é suicídio?

Marilyn Manson – No álbum “Mechanical Animal”, Manson, o andrógino astro pop do sexo e das drogas, proclama um mundo repleto de autodestruição, ver a faixa “I want to Disappear” (Eu quero desaparecer) e a faixa, que diz: “Sou apenas um garoto brincando de rei suicida”.

Metallica – A maioria de suas melodias celebra o suicídio, o ódio e a desesperança. Em muitas cançoes da banda, a morte é a única escapatoria num mundo de banalidade enegrecida. “Tingindo-se até a cor preta”, do seu album “Cavalga no relampago”, elogia a morte como uma amiga bem vinda num mundo de frustaçao, dor e fracasso.Satanismo:B.Larson. A musica ‘Fade to Black’ diz: ‘I have lost the will to live, simply nothing more to give. There is nothing more for me, need the end to set me free’. ( Eu perdi a razão de viver, simplesmente não tenho mais nada a dar, não existe nada mais para mim, preciso do fim para me libertar).

Motor City’s Burning - Tem uma música que diz: “Sirva seu país no seu suicídio; ache uma bandeira para dar “tchau”, mas antes do fim, traição talvez valha a pena”

Ozzy Osbourne – Tem uma música intitulada “Suicide Solucion” (Solução suicida). Conforme noticiado no jornal Folha de São Paulo de 23.jan.86, o jovem John McCollum de 19 anos foi induzido ao suicídio por esta música. O Institute for Bio-Acoustics Research, que foi contratado para fazer uma avaliaçao desta música concluiu que a mensagem em ‘backward masking’ diz: ‘Why try, why try? Get the gun and try ! Try it ! Shoot! …Shoot !’ (Por que não tentar ? Pegue uma arma e atire ! Atire !)

Van Halen – Em uma música intitulada “Jump’ (Pula) ele fala sobre suicídio. 

Crimes sob Influências da Música

São muitos os delitos comprovadamente influenciados pela música dos mais variados ritmos, em especial os que tem surgido nestes últimos anos. A imprensa tem se encarregado de publicar crimes dos mais hediondos, dos mais perversos que se tem notícia. O funk, por exemplo, cuja característica maior é a disseminação da lascívia, com suas letras chulas e coreografias indecentes, tem sido responsável por uma infindável série de delitos. As consequências vão desde as brigas com altos requintes de violência nos bailes e arredores, até casos de relações sexuais (de todos os tipos) grupais praticados dentro dos salões de dança, aumentando assustadoramente os índices de paternidade anônima, gravidez indesejada e a proliferação das D.S.T. (Doenças Sexualmente Transmissíveis) em especial a AIDS. Muitas meninas frequentadoras destes bailes, são constrangidas a aderir ao sexo coletivo por pressão social, para que possam ser aceitas nas turmas, chamadas de ‘bondes’. Segue uma lista de alguns destes crimes, noticiados pela mídia em geral:

- Em Agosto de 1969, Charles Manson e sua gang , chamada ‘a família’ assassinou a atriz Sharon Tate, que estava grávida de 8 meses. Manson, que acreditava ser o próprio Cristo encarnado, cometeu a barbárie de matá-la e a todos os seus convidados, depois de invadir a residência da atriz na Califórnia.

- No final do ano de 1969, ocorreram quatro mortes no festival de rock de Altamont, num autódromo no meio do deserto da Califórnia. Uma destas mortes, a de um negro apunhalado pelos Hell’s Angels diante das câmeras e fixada nas imagens do filme Gimme Shelter, que focaliza a turnê americana dos Rolling Stones.

- O satanista Richard Ramirez , conhecido como Night Stalker (caçador da noite), assassino serial psicopata que aterrorizou a Califórnia na década de 80 (sua prisão foi decretada em Setembro de 1985), tendo matado mais de 14 pessoas e violentar 19 mulheres, se declarou um grande fã do AC/DC, e afirmou matar influenciado pelas letras da banda. Nos locais dos crimes, foram encontradas estrelas de 5 pontas (pentagramas) desenhadas nas paredes. Na casa de uma das vítimas a polícia norte-americana encontrou o boné de beisebol do assassino, com as letras AC/DC.

- Em San Antônio, Texas, um garoto de 16 anos matou uma tia a punhaladas e contou a policia que no momento do crime estava hipnotizado pela musica do Pink Floyd , não podendo sequer se lembrar do ocorrido.

- Em 12 de abril de 1985, um garoto fanático por heavy metal de 14 anos matou três pessoas. O garoto (que tinha tatuado um grande 666 no peito) informou estar dominado por Eddie (mascote do Iron Maiden ) quando cometeu os assassinatos.

- Em 1987 foi capturado o assassino serial, ocultista e canibal Gary Heidnik. Os vizinhos de Gary relatam que, em sua casa na Filadélfia, dava para se escutavar heavy metal durante todo o dia.

- Na madrugada de 06 de Janeiro de l985 em S.Paulo, Roberto Agostinho Peukert Valente, um jovem de 18 anos, quando ouvia música rock tarde da noite, ficou totalmente fora de si, ao ser repreendido pela mãe. Irado, depois de 20 minutos, acabou matando os pais e mais 3 irmaos a tiros e facadas. Depois de preso, foi apurado que era aficcionado pelo som das bandas Chilliwack (do Canadá), Yes, Electric Light Orchestra e Pink Floyd.

(Isto É:16.01.85 – Jornal da Tarde:13.07.85 – Folha da Tarde:13.07.85)

- Monica Granuzzo Pereira, estudante carioca de 14 anos de idade, foi assassinada por ‘apreciadores’ do Heavy Metal ( rock pesado), que segundo se relatou na época, ouviram vários destes discos antes de cometerem o crime.

- Os pais do garoto Steve Boucher , que se suicidou com um tiro na cabeça, tentaram processar a banda AC/DC, dizendo ser a música “Shoot to Thrill”, a responsável pelo crime. O garoto suicidou-se sentado sobre um poster da banda.

- Em Fevereiro de 1986, foi encontrado o corpo enforcado do garoto Phillip Morton , enquanto ao fundo o disco The Wall ( com as músicas Goodbye Cruel World e Waiting for the Worms ) tocava continuamente.

- Em outubro de 1984, John McCollum, de 19 anos, se matou com um tiro na cabeça enquanto ouvia Suicide Solution (A Solução Suicida), de Ozzy Osbourne. Ele ainda estava com fones de ouvido quando o corpo foi encontrado.
(Folha de São Paulo:23.01.86)

- Em dezembro de 1985 dois garotos de 18 anos, Raymond Belknap e James Vance , depois de ouvir Beyond the Realms of Death (Judas Priest ), foram ao playgroud de uma igreja próxima e se suicidaram com tiros de espingarda. Os pais tentaram mover uma ação contra a banda.

- Dennis Bartts , 16 anos, de Center Point , Texas informou a um amigo que pretendia encontrar Satan , foi ao campo de futebol da escola e se enforcou na trave enquanto ouvia “Highway do Hell ” ( AC/DC) em um walkman .

- Em 9 de Janeiro de 1988, Thomas Sullivan , 14 anos, fã de Ozzy Osbourne , cortou a garganta da mãe e se suicidou em seguida.

- Cinco meninos ingleses, de 10 anos, cortaram os pulsos depois de assistirem ao clipe do cantor de rap americano Eminem. A polícia de Londres descobriu que os garotos tinham visto o vídeo Stan, que mostra um suposto fã do cantor cometendo suicídio. Uma das partes da música, uma parceria entre o rapper e a cantora britânica Dido, diz: “Estou deprimido. Às vezes me corto para ver o quanto sangro”. Nenhum dos meninos ficou ferido com gravidade. (Diário Popular-18/07/01) 

Subliminares Audíveis

Os subliminares audíveis podem ser encontrados em toda e qualquer mídia que envolva, ou possua recursos sonoros. Temos pesquisado um número bastante significativo de músicas onde estas mensagens podem se apresentar na sua forma de reprodução normal como invertidas (backward masking). Confira a seguir algumas músicas que apresentam mensagens subliminares, quando reproduzidas convencionalmente:

Catedral – Na música “Eu amo mais você”, notamos que no trecho “…e no mirar da tua retina, minha menina me diz como não te amar…”, na verdade ele canta realmente isto somente na primeira vez, pois nas outras ele canta: “…e no mirar da tua retina, minha menina me diz como não te enganar…”
 

George Harrison - Quando você ouve a música “My sweet lord”, você pensa que ele está falando de Jesus, porém se você prestar atenção, o coral, que a princípio canta “Aleluia”, em seguida, repete no fundo, “hare, hare, hare krishna…” (mantra ao deus hindú, Krishna).

Nota: Em 1971, a música faz sucesso nas paradas, e, em setembro de 1976, Harrison é condenado por plágio pela música, considerada uma cópia de “She’s So Fine” (1962).
  

Enio Morricone – Na música “The good, the bad and the ugly”, somos projetados inconscientemente a um cenário selvagem, típico de faroeste, devido ao ritmo e percussão da música. Em vários trechos da música notamos a presença de sons que lembram animais e principalmente cavalos galopando.
     Algumas Músicas em Backward Masking

Backward Masking, ‘retrocesso oculto’ ou ‘máscara do contrário’, é uma técnica complexa utilizada para inserção de mensagens subliminares invertidas em músicas, trilhas sonoras, jingles, frases e discursos. Trata-se de uma inversão fonética, e não, silábica, como muitos imaginam. Sendo assim, elas somente serão perceptíveis conscientemente, se a música for executada ao contrário. Este nome é dado não apenas ao enxerto destas mensagens, mas também ao processo de se retroceder ou inverter as músicas ou sons em geral, que contenham as mensagens ‘escondidas’.

Alceu Valença - Na música “Anunciação”, quando executada ao contrário, ouve-se várias mensagens, entre elas:
1: “Tudo isso nós dois…. Domingo de manhã vamos sair e curtir….Anjo sujo é Jeová.
2:”Servo, Servo”
 

Balão Mágico – Na música “Superfantástico”, ouve-se o coral de crianças cantando “…porque já invadimos o mundo… porque já moramos… porque já morremos…”

É um dos mais impressionantes casos que já pesquisamos.

Beatles – No final da música “Rain”, percebe-se palavras embaralhadas, mas quando executada ao contrário, constata-se que somente são trechos da música.
  

Claudinho & Buchecha – Na música “Uma noite e meia”, quando executada normalmente no trecho ouve-se várias vezes: “uma noite e meia virando sereia”, porém quando executada ao contrário ouve-se: “Arerê é sangue, arerê é do diabo”.

Def Leppard - Uma das mensagens mais nítidas é a que há na música “Rocket”, quando executada ao contrário, percebe-se em vários trechos a frase: “we’re fighting with the gods of war” ( “Estamos lutando com os deuses da guerra”).
    

EaglesNa conhecidíssima música “Hotel Califórnia”, quando executada ao contrário, ouve-se frases de cunho religioso fazendo referências ocultistas, sendo que uma delas é a seguinte frase: “Yes Satan” (Sim Satanás).
 

Electric Light Orchestra – O nome do disco é Face The Music, gravadora Polydor produzido e distribuido pela Phonogram em 1976. Na música Fire on High (que pode ser traduzida por “Fogo no Céu). No trecho em rotação normal, você ouve algumas frases soltas, sem sentido. Porém, quando este mesmo trecho está em backward masking (invertido), aquelas frases sem nexo, ganham uma outra conotação, no mínimo assustadora: -”The music is reversible, but I’m…”, e logo em seguida, como se fosse alguém gemendo: ” …turn back, turn back, turn back …”
  

Engenheiros do Hawaii - Se você ainda tem dúvidas quanto as mensagens subliminares, então preste atenção. Na música “Ilusão de Ótica”, quando executada ao contrário, ouve-se falando várias coisas, vale a pena conferir (Colaboração de Piettro)
   

Iron Maiden - Na música “Still Life”, onde o baterista Nico Mcbrain pronuncia em dialeto rasta a frase: “what ho sed de t’ing wid de tree bonce” (“o que disse o monstro de três cabeças”) e em inglês “don’t meddle with things you don’t understand” ( “Não se intrometa com coisas que não entende”).
     

Led ZeppelinNa mais famosa música da banda, “Stairway to Heaven”, foram encontradas várias mensagens:
1:”Oh it’s my sweet Satan” (“Oh, é meu doce satanás”).
2:”The one will be the path would make me sad whose power is Satan” (“Único será o caminho que me fará triste, cujo poder é Satan”).
3:”wish it would snow” (“Eu desejaria que nevasse”).
4:”Six,six,six” (“Seis,seis,seis”).

Na música “Over the Hills and Far Away” (Led Zeppelin), quando executada ao contrário, pode ser ouvida a seguinte mensagem: “Satan’s really lord” (“Satanás realmente é o senhor”).
 

Legião Urbana - Na música “Pais e Filhos”, no trecho: “…Vou fugir de casa, posso…”, quando executado ao contrário, ouve-se a mensagem: “…satanás aqui …”
   

Mamonas Assassinas - Na música “1406″, no trecho inicial quando o vocalista fala:” Atenção creusebeck, ao top de 4 já vai, já já já já vai….”. Quando executada ao contrário ouve – se a mensagem:”Vou ajustar o pinto pra fora”.

Nota: “Creuzebek é o apelido pelo qual foi chamado Rick Bonadio, produtor musical do álbum dos Mamonas Assassinas.”
        

Menudos - Na música “Não se reprima”, no trecho em que se repete várias vezes “não se reprima”, quando executado ao contrário ouve-se várias vezes “satanás vive”.
   

Pink Floyd - Na música “Empty Spaces”, quando executada ao contrário percebe-se a voz de Roger Waters falando : “Congratulations, You have just discovered the secret message. Please send your answer to ‘Old Pink’, Care of the funny farm, Chalfont…”

( ” Parabéns, Você descobriu a mensagem secreta. Por favor envie sua resposta para o Velho ‘ Pink’ , aos cuidados da engraçada fazenda , Chalfont…”).
   

PrinceNa música “My Darlind Nikki”, quando executada ao contrário, percebe-se um coral evangélico cantando sendo que um dos trechos diz: “Hello? How are you? I’m fine, cause I know the Lord is comming!” (“Olá, como vai? Eu vou bem, pois sei que o Senhor está vindo!”).
   

Xuxa - Na música “Meu cãozinho xuxo”, quando executada ao contrário, ouve-se a seguinte mensagem: “Meu Anjo é o Diabo e o mundo tem que ter esse seu amor que recebo”.
 
Na música “Marquei um X”, observe que ela fala três vezes o X (Xis), ou seja, Xis, Xis e Xis, considerando que Xis invertido é Six (Seis em inglês), teremos Six, Six, Six. Esta mesma música, quando executada ao contrário, contém a seguinte mensagem: “Jesus é exu, exu é rei”.
     
Na música “Doce Mel”, quando executada ao contrário, ouve-se a seguinte mensagem: “Adore Hare Krishna (deus hindu), afronte Javé”.
           

Fonte: http://subliminar.br.tripod.com/musica.htm

 

Publicado por: fragavideos | junho 11, 2008

Mensagem Subliminar nos Vídeos

A primeira experiência com mensagem subliminar no cinema oficialmente ocorreu em 1956. Este fato veio a público por meio de uma publicação no jornal ‘Sunday Times’ de Londres, em 10 de junho de 1956, através de seu correspondente em Nova York. Jim Vicary instalou em um cinema de Nova Jersey um segundo projetor, que tem capacidade para projetar imagens com a velocidade de 1/3.000 de segundos, ou seja, totalmente imperceptível conscientemente aos olhos humanos. Este aparelho projetou as frases ‘Eat Popcorn’ e ‘Drink Coke’ respectivamente, sobre a tela, durante a projeção do filme “Picnic”, com Kim Novac (‘Férias de Amor’ no Brasil). Observou-se um aumento considerável de vendas dos dois produtos. A experiência se repetiu novamente poucos dias depois, e os dados oficialmente `computados registraram que a mensagem escondida e percebida inconscientemente “Beba Coca” provocou um aumento das vendas do refrigerante da ordem de 57,7 % e “Coma pipoca” da ordem de 18,10 % no consumo de pipocas.

 

Alguns autores e pesquisadores nesta área tem se confundido ao classificar a experiência de Vicary como a de ”inserção de imagens” usada pela Disney nos desenhos animados. Esta técnica consiste em inserir ou ‘esconder’ uma imagem a cada 24 quadros por segundo, que é o mínimo que o olho humano precisa para ter noção do movimento. A técnica de se inserir mensagens comerciais dissimuladas de produtos no cinema e televisão é comumente chamada de ‘merchandising’ (lê-se: merchandáising). A técnica não é nada recente. Na década de 30 o cinema americano já se utilizava deste artificio para cobrir parte ou até a totalidade dos custos de produção. No Brasil, desde o tempo da ‘Cinédia’ ou ‘Atlântida’ vários produtos eram anunciados nas cenas das chanchadas em troca de ajuda financeira para cobertura de despejas nas filmagens. (vide revista Marketing-jul/87) O cinema tem sido responsável também pelo crescente aumento da delinqüência e violência juvenil. De acordo com Luiz Gondim, psiquiatra, há uma indefinição, uma imaturidade própria da idade.

 

Na falta de um referencial, os jovens imitam os personagens de Van Damme, Stallone, entre outros, dos filmes violentos. A mídia é responsável por esta geração violenta. Os personagens das novelas são quase sempre, mau caráter. São estes valores que crianças e jovens estão recebendo. O que você vê nos Shoppings são mães imitando a moda da programação da TV, com as filhas vestidas a caráter. A psicóloga Loren Bisk, que lida com assuntos religiosos, diz que ‘estamos diante de uma conhecida revolta de adolescentes, movidos por radicalismos. Segundo ela, o fundamentalismo religioso explica o satanismo infantil, comum aos criminosos. Há vinte anos atrás, o filme “O Exorcista” viria revolucionar todo conceito sobre suspense, terror, medo e sadomasoquismo já levados às telas. Como explicar que até as cenas silenciosas pudessem causar um suspense tão palpitante? Por que cenas de possessão e exorcismo tão reais como nunca vistas antes, foram tão imitadas ou copiadas por dezenas de outros filmes que o sucederam? Deveria haver algo por trás, algo que não vemos, manipulando o subconsciente. Segundo W.B.Key, o produtor deste filme admitiu publicamente que ele continha ‘mensagens subliminares’ violentas e assustadoras (Media Sexploitation, pag.98a116).

 

E o que dizer do “Silencio dos Inocentes”, filme produzido pela Orion, estúdio as portas da falência e que , com um investimento ínfimo se comparado as superproduções de Spielberg, consegue arrebatar o “Oscar” de melhor filme, melhor diretor, melhor ator, melhor atriz e melhor roteiro adaptado? E o “Clube da Luta” com inserções subliminares no final do filme, com apologia ao sexo e a violência? E o “Diário de um adolescente”, com Leonardo de Cáprio, que tem inspirado tantos jovens e adolescentes a cometerem delitos impensáveis dentro das salas de aula? E na nossa sociedade, como explicar a crescente dissolução das famílias, a rebelião contra a sociedade e as leis, o distanciamento cada vez maior de uma formação religiosa, as tatuagens e marcas cada vez mais presentes nos jovens e adolescentes (quase sempre figurando simbologias ocultistas) ? Como explicar o interesse compulsivo em músicas “heavy metal”, drogas, bebidas, livros e revistas ocultistas, vídeos, programas de TV e filmes de terror? E a mudança cada vez mais nítida de comportamento psicossocial como depressão, medo, insônia, imoralidade, explosões de ira, pesadelos e calafrios, queda acentuada no comportamento e aproveitamento escolar? E o aumento assustador nos índices de homicídios e suicídios entre jovens e adolescentes? Sim, havia e há muita coisa por trás de tudo isto, algo que escapa do nosso controle consciente: as Mensagens Subliminares.    

Fonte: http://subliminar.br.tripod.com/videos.htm

 

Publicado por: fragavideos | junho 11, 2008

O impacto nas crianças

 

 Uma semana de televisão

  •  
  • 1.145 cenas de nudez
  • 276 relações sexuais
  • 72 palavrões
  • 707 brigas e facadas 1.940 tiros 
  • 1.940 tiros

 

 

            O Subliminar na TV

A televisão é “o principal fator de retardamento intelectual e afetivo” do mundo contemporâneo’. André Lwoff – Prêmio Nobel de Medicina

Origem:

A primeira experiência oficial com mensagem subliminar, ou seja, com estímulos que não se percebem conscientemente, na televisão foi realizado em 1974. Sam McLoud, da Telecast, fez 4 inserções da frase ‘GET IT’ num filme publicitário do jogo “Kusker Du”. O comercial , que foi veiculado antes do Natal, com a mensagem ‘escondida’ – compre-o, projetada numa fração de segundos e repetida 4 vezes dentro do anuncio, foi o responsável pelo aumento inesperado e considerável das vendas do brinquedo. McLoud, defendeu-se alegando que o governo americano não teria definido o que era subliminar, e que, a proibição teria sido arbitrária e sem critérios.

O Merchandising:

De lá para cá, grande foi o avanço da utilização das mensagens subliminares na TV, geralmente sob o nome de ‘merchandising’. Convencionou-se chamar de ‘merchandising’ toda vez que um produto ou idéia aparece na TV, cinema, teatro, revistas e mídia em geral, em sua situação normal de consumo ou utilização, sem declaração ostensiva de seu nome, marca ou registro. A Rede Globo por exemplo, como não pode aumentar o numero de comerciais nos intervalos, faz com que seu faturamento com o ‘merchandising’ cresça a cada dia. (Jornal da Tarde-09/set/83). Você não acha isto lamentável ? “No meio publicitário, é considerada antiética e até proibida a propaganda subliminar… mas há formas sutis de propaganda subliminar, que podem vender de tudo – idéias, conceitos, ideologias, desejos – sem que nenhuma lei possa impedir”. (Jornal A Tribuna, de Santos-12/jul/89). Fica mais fácil entender agora porque foi considerável o aumento do consumo de cachaça no Brasil, principalmente ‘Saramandaia’ depois que a novela foi ao ar, ou o aumento de casos de meninas e adolescentes grávidas depois que Xuxa admitiu realizar seu grande sonho de ser mãe (sem necessidade de casar-se para isso). São muitos os casos de inserção de mensagens na TV, citaremos alguns mais conhecidos:Toalhas Artex, onde o ator aparecia saindo do banho utilizando a toalha, o batom Boca-loca da novela ‘Ti-ti-ti’, calcinhas Hope da novela ‘Roque Santeiro, etc. Você ainda acredita em coincidência e Papai Noel ?

A Pedofilia na TV:

Já vimos que não só produtos podem ser vendidos através de mensagens subliminares, mas também ideologia e crimes ! Preste atenção nas declarações de Aguinaldo Silva, 57 anos, um dos novelistas mais importantes e mais bem pagos do país, autor dos maiores sucessos de Ibope da televisão como Roque Santeiro, Tieta, Pedra Sobre Pedra, Fera Ferida, Vale Tudo e Suave Veneno. Aguinaldo, homossexual assumido, já vendeu de tudo no horário nobre: pedofilia, aborto e homossexualismo ! Você não acredita ? Lá vai:

“Em Tieta, existia o personagem Coronel da Tapitanga, vivido por AryFontoura, que era pedófilo. Que comprava menininhas para criar. É uma história que não existia no livro de JorgeAmado, que foi inventada por mim e que era delicadíssima. Era pedofilia. As pessoas viram aquilo e não ficaram chocadas. Pode-se falar de qualquer coisa na televisão e nas novelas, desde que se leve em conta que se está escrevendo para 60 milhões de pessoas. Agora mesmo a personagem da Glória Pires em Suave Veneno fez um aborto. A Igreja não teve nenhuma reação”. (Revista Isto É-09/ago/99)

Aguinaldo, que em ‘Torre de Babel’ já havia retratado o romance vivido por duas lésbicas, ainda ganha para fazer estas coisas, e não é pouco: são mais de 60 mil reais por mês !

A Influência Erótica sobre Crianças e Adolescentes:

“Crianças de 6 a 10 anos…encontram-se na fase que, em Psicanálise, é chamada de latência (ou seja, período de reorganização e preparo para puberdade), A estimulação e a exposição precoce ao erotismo leva a criança a ‘queimar uma etapa’, ou seja, a passar pela latência sem elaboração e organização. Na prática clínica, especialmente, temos visto cosequências negativas dessa inadequação dos programs oferecidos às crianças.” Relatório do Núcleo de Estudos Psicológicos – Unicamp – 1993

Agora, preste mais atenção ainda nas declarações feitas pelo ator Kadu Moliterno, 47 anos, da Rede Globo, que tem toda a sua carreira associada às emissoras de TV, desde que estreou há 29 anos em ‘As Pupilas do Senhor Reitor’: “Ela (a TV) só se preocupa com a guerra suja do Ibope e se esquece de educar as crianças. Não deixo meus filhos assistir nem às minhas novelas. São cheias de maus exemplos ! Ele não permite que seus filhos assistam a programas superconhecidos das crianças de sua idade (2, 5 e 7 anos), como: Planeta Xuxa, Angel Mix e personagens como Tiazinha e Ratinho.(Revistas Ana Maria e Contigo). Os programas infantis, que freqüentemente mostram dançarinas seminuas, apresentadoras sensuais, entrevistas maliciosas e piadas picantes, geralmente relacionadas à sexo, induzem as crianças à imitação e terem um comportamento semelhante. “…É preciso também ficar atento quando sua filha começa a se identificar com Xuxa, Angélica ou outros ídolos criados pela televisão…A menina que traça esse tipo de programa como padrão de comportamento está desenvolvendo um desejo sexual de uma garota de 16 anos. Ela já sabe o que é uma relação sexual ou um beijo na boca. O que os pais têm de fazer é questionar essas fixações e oferecer outros modelos”. (Carlos M.Alvarez, professor e psicanalista que estuda o tema há 8 anos)

TV só depois dos 2 anos

“As primeiras experiências sensoriais na infância são tão importantes e marcantes, que tais impressões são as últimas a sobreviverem, quando o cérebro se desorganiza diante da senilidade, apoplexia, traumatismos físicos e mentais e outros acontecimentos psicofísicos. São também as primeiras a voltarem à recordação, após período de amnésia. Comprova-se assim quão fortes e persistentes são as imagens e impressões vivenciadas e presenciadas na infância” Dr. Bernardino Mendonça Carleial – Psicólogo e Clínico, enunciando um princípio da Medicina de enorme alcance para a formação da infância.

Crianças de menos de 2 anos não devem ver TV, e as crianças maiores e os adolescentes não devem ter TV no quarto. Essas são algumas das recomendações de um estudo divulgado na semana passada pela Academia Norte Americana de Pediatria. De acordo com o estudo, a TV pode afetar a saúde física e social dos jovens. No caso dos bebes, a TV não é indicada pois é uma atividade na qual há pouca interatividade com os pais e com outras pessoas. A educadora Peggy Charren, da Ação pela TV das Crianças, entidade que luta por uma melhora na qualidade da programação da televisão dos EUA, engrossa o coro dos que recomendam aos pais que não deixem seus filhos ver TV antes dos 2 anos. (Folha de S.Paulo-10/08/99).

E o que falar da influência dos “Teletubbies” ? Os personagens do seriado infantil inglês viraram ícones gays em quase todo mundo. Entre todos os personagens da série , Tinky Winky é o favorito dos homossexuais. Ele tem na cabeça um tipo de antena em forma de triângulo de cabeça para baixo, que dentre tantos significados, simboliza o movimento G.L.S (Gays, Lésbicas e Simpatizantes). Além disso, é de cor roxa, com a qual os homossexuais se identificam bastante e para completar ainda carrega uma bolsinha, evocando o estereótipo. Na série, ela é a sua ‘mala mágica’. Repare que é um personagem masculino, porém fala fino e tem trejeitosefeminados. (Revista Veja 12/mai/99).

Os Desenhos (muito) Animados:

Nunca os Desenhos Animados ocuparam tanto o tempo e as mentes das crianças e dos adolescentes, quanto nestes últimos anos. Quando a garotada está se cansando das infindáveis repetições de um desenho, um outro é lançado e com ele, um enorme pacote de bugigangas, como estojinhos, mochilas, sapatinhos, cadernos, relógios, super-escudos, armaduras e é claro: as armas! É o merchandising se fazendo presente de novo…

Listaremos a seguir os principais desenhos, de acordo com sua influência no subconsciente, fato que leva os pequenos e também os adolescentes ao consumo desenfreado, ao vício, e por que não, à violência?

Caverna do Dragão

Um dos desenhos de maior sucesso da TV brasileira. O desenho na verdade nasceu de um jogo de RPG, “Dungeons & Dragons”.

O FINAL DE “CAVERNA DO DRAGÃO” [EXTRAÍDO DA REVISTA HERÓI 2000] – Mestre dos magos é o Demo A história é tão sinistra que é difícil não se surpreender. Segundo o boato, o dragão Tiamat seria na verdade um anjo, enviado para dizer que os garotos nunca conseguiriam retornar ao seu mundo… porque eles estavam mortos! Após um acidente fatal na montanha-russa, Hank e seus amigos morreram e foram destinados a permanecer para sempre no inferno. Lá eles estariam sendo vítimas das maldades do Demônio, que aparecia ora na forma de Vingador, ora na forma de Mestre dos Magos. Para auxiliar seu trabalho, o Coisa-ruim tinha a ajuda de Uni, que sempre impedia as crianças de retornar para a Terra. Esta trama macabra foi amplamente divulgada na Internet e tão bem contada que muita gente passou a tomá-la como sendo verdadeira. Para acabar com as dúvidas, a Herói 2000 conversou com dois roteiristas e o criador do desenho, que concordaram em uma coisa: é tudo papo furado! > Gary Gyrax, produtor e criador de Caverna do Dragão, é quem define: “Não há verdade alguma nisso. Nenhum episódio assim foi produzido. Tiamat não é um anjo e nem ajuda de maneira nenhuma”. Já Mark Evanier, um dos roteiristas da série, é mais enfático: “Isto é completamente falso! Apesar de vários finais possíveis terem sido discutidos, nenhum último episódio foi realmente produzido”. O escritor Michael Reaves, roteirista de oito episódios, completa: “Caverna do Dragão foi um desenho muito sombrio para sua época – tanto quanto é Gárgulas hoje. Nós o levamos o mais longe possível para um programa infantil”. Apesar de Caverna ter sido um desenho à frente de seu tempo, Reaves diz que não haveria chance nenhuma de uma história deste tipo ter ido ao ar: “Os garotos não ficaram presos no inferno, nem o Mestre dos Magos é o demônio ou coisa parecida. Essa história toda é absurda”, diz. Mas então, qual é a verdade afinal?

O VERDADEIRO FINAL

Ao final do terceiro ano da série, a CBS decidiu colocar no ar um episódio que encerrasse a temporada. Michael Reaves escreveu aquele que pode ser considerado o verdadeiro último capítulo da série: Requiem. “Este episódio foi escrito de forma que tivesse um duplo sentido, ambíguo e triunfante: se o desenho não continuasse, o final seria satisfatório; se continuasse, o episódio serviria de trampolim para uma nova direção”. Reaves finalizou o Script de Requiem em maio de 1985. Para sua surpresa (e a de todos), a série foi encerrada bruscamente e este roteiro acabou nunca saindo do papel. Gary Gyrax explica o fato: “Em 85, a equipe do desenho se reuniu com os executivos da Marvel e da CBS e foi decidido que a série continuaria na temporada seguinte. Os seis garotos – mais velhos e experientes – seriam chamados de volta ao mundo da Caverna do Dragão pelo Mestre dos Magos. Três scripts do desenho foram feitos . Mas algumas dificuldades surgiram. A D&D Corp. fechou e a CBS junto com a Marvel decidiu não continuar mais com o desenho. A nova série acabou cancelada antes mesmo de ser produzida”. Caso resolvido e encerrado. Só falta agora a Globo voltar a exibir Caverna do Dragão. Os fãs saudosos agradecem.

O FINAL QUE NINGUÉM VIU

Requiem pode ser considerado o verdadeiro final de Caverna do Dragão. Escrito há quase quinze anos, a história traz algumas revelações surpreendentes e um desfecho que certamente agradaria os fãs. “Eu gostaria que o episódio se chamasse Redemption (Redenção), mas a emissora achou que este nome dava muito na cara”, diz Michael Reaves. Com a série cancelada, o roteiro nem chegou a virar desenho. O script pode ser lido na íntegra no site do escritor (http://www.mindspring.com/~michaelreaves/Requiem.htm) . Veja o resumo da história: O episódio inicia com os seis garotos enfrentando uma hidra. O Mestre dos Magos aparece durante a briga mas se recusa a ajudá-los, o que causa estranhamento geral. Mais tarde, o Vingador surge e apresenta uma maneira para a turma voltar ao seu mundo: encontrar uma chave escondida e arremessá-la em um abismo. A proposta faz o grupo se dividir em dois (Eric, Presto e Sheila de um lado e Hank, Bobby, Diana e Uni do outro). Após quase morrerem em um vulcão, eles se juntam novamente e encontram a tal chave dentro de um sarcófago com a imagem do Vingador. Ao serem atacados por uma ameba gigante, Eric usa a chave em uma fechadura e salva seus amigos da morte certa. Isso faz o Vingador se transformar em sua forma real (um cavaleiro) e se revela filho do Mestre dos Magos. Com o Vingador libertado, os garotos ganham a opção de voltar para seus lares. O episódio termina sem o espectador saber se eles retornaram ou não para a Terra, deixando aí o espaço para uma continuação na temporada seguinte.

Dragon Ball

Animação japonesa, com muita pancadaria e esquisitices, cuja temática são as Artes Marciais, já virou febre, não só entre as crianças, mas também entre os adolescentes.O desenho é o mais assistido atualmente da TV paga (Cartoon Network), com audiência média de 9 pontos (lembrando que cada ponto, equivale a 80 mil telespectadores). O desenho estreou no Japão (pra variar…) em 1986 e levou 10 anos para desenrolar-se em três fases: – Dragon Ball, Dragon Balll Z e Dragon Ball GT. O desenho, que também faz sucesso na TV aberta, em sua trama mirabolante, mistura alienígenas, dragões e uma dose de simbologia ocultista. O personagem principal é Goku, um garoto que sai pelo mundo em busca de 7 esferas de cristal que, quando juntas, invocam um dragão (Shen-lon) que satisfará seus desejos. A história tem também um Mestre (este não podia faltar) que o fará um grande lutador, de quebra, um demônio chamado Piccolo. A febre também atingiu as histórias em quadrinhos e, 130 mil revistas já são vendidas mensalmente, sem falar, é claro, dos games, brinquedos e outras quinquilharias com o personagem. Pode-se observar também, a inserção subliminar do número 666, também conhecido como ‘número da besta’, na porta do carro do personagem Mr. Satã. E quando Mr. Satã “salva” o mundo da ameaça de Majin Boo, todos na terra gritam SATÃ durante muitos minutos, como se estivessem invocando a Besta.

Digimon

Animação japonesa que segue os mesmos moldes de todas anteriores. Não faltam seres sinistros encapuzados, monstros, e um enredo que envolve os pequenos pelas sequências das cenas, das cores utilizadas e a trama, sempre envolvente. Analisamos um episódio de Digimon e, numa cena quase que imperceptível, quando pausada em “slow motion” verificamos a presença de uma simbologia bastante complexa, numa antiga mesa de pedra. Nela havia várias inscrições entalhadas de Pentagramas (o signo mais antigo do satanismo) e, do lado direito, um esquado entrecortado por um compasso, ícones maiores da maçonaria. Depois de fazermos inúmeros testes com públicos de diferentes idades em nossas palestras, ficou comprovada a eficiência desta inserção subliminar.

Pokémon

Criados pelo japonês Satoshi Tajiri, que,quando pequeno, além de criar insetos, tinha uma fixação:ser entomologista. Com seus sonhos frustrados devido à ocupação imobiliária de seu país, no final da década de 70 com a construção de grandes shoppings nas áreas de agricultura do arroz, Tajiri, criou os Pokémons na forma de lagartas, traças e caranguejos, espalhados por bosques e rios virtuais. Com a ajuda de um amigo, Pockémon virou um game em 1996, quando o projeto foi comprado pela Nintendo.(Revista Época-27/12/99). Dado o sucesso do jogo, logo se transformou em Desenho Animado e, em seguida, filme, ou melhor “O Filme” que, até o início de dezembro de 99, ou seja, com poucos meses de lançamento, já havia arrecadado US$ 80 milhões. Quanto às suas influências, visite as seções “Nos Games” e “Pokemon”.

Acidentes e Crimes influenciados pelos filmes/vídeos.

  • Na tarde do dia 16/dez/97, quase 12 mil crianças japonesas foram afetadas pelas cenas de Pokémon, desenho animado que nasceu de um mini-game, virou desenho animado e depois filme no cinema. Do total das pessoas afetadas pelo desenho Pokémon, que é uma junção das abreviatura de Pocket (bolso) e Mon (monster=monstro), 700 precisaram ser internadas em hospitais locais no Japão. Elas foram vítimas de ataques de um caso raro de epilepsia, chamado de Epilepsia Fotossensível provocados pela explosão de flashes coloridos, em golpes luminosos desferidos contra Pikachu e seus colegas. O bombardeio de luzes teria provocado esta espécie de ataque epilético. Este fato fez com que Pokémon fosse tirado do ar durante quatro meses. (Revista Época-27/12/99) Leia mais a respeito desta causa, em “Pokemon” 
  • Ainda sobre os ‘Pokémon’: Quatro alunos de segundo grau foram presos na Filadélfia, por atacar outros estudantes a fim de furtar cartões com exemplares de Pokémon. Um estudante de 14 anos, foi esfaqueado em Quebec, no Canadá, em uma briga também pelos cartões. Na Carolina do Sul, um menino foi acusado de quebrar uma vitrine para roubar cartões no valor de 250 dólares. (Revista Educação). Este desenho foi banido da TV na Turquia. O governo tomou esta medida depois que duas crianças morreram depois de se jogarem da varanda dos apartamentos onde moravam. Elas teriam feito isso influenciadas pelos superpoderes dos personagens dos desenhos. 
  • O estudante Vitor Alexandre dos Santos, 21 anos, matou em dez/98, a avó, o tio, a tia e a mãe para cumprir uma missão designada por ‘vozes do além’. Os crimes ocorreram em Mirandópolis (SP) onde morava, e suas relações com “Spawn, o Soldado do Inferno” são muito evidentes. A forma como ele agia lembra o personagem do filme, do qual o estudante anotou um trecho do texto, que depois foi encontrado pela polícia. Spawn estrangulava as vítimas com as mãos . A exumação dos corpos revelou que Vitor quebrou o hióide – osso do pescoço – dos parentes, conforme constatado pela perícia. (Folha de S.Paulo-16/12/98).
  • Em maio de 99, em Denver, Colorado (EUA), dois jovens abriram fogo contra dezenas de colegas na escola. Tinham idéias nazistas, fabricavam bombas através da Internet, eram viciados no jogo ‘Doom’, e é muito provável que tenham se inspirado no filme ‘Diário de um Adolescente’ estrelado por Leonardo de Caprio, que interpreta um jovem drogado de N.York, que jogava basquete nos anos 60. Num de seus delírios, imagina-se na sala de aula de sua escola, vestido com uma capa preta e matando todos ao seu redor. Coincidência ? (Fonte:Vários jornais, revistas e noticiários de TV-Maio/99)
  • Em fev/00, o país assistiu chocado a uma cena brutal. O menino D.J.G, de 9 anos, deu 40 facadas nas costas de sua amiga M.D.N., de 7 anos, enquanto assistia a um programa de TV. O menino disse à polícia que agiu inspirado no filme “Brinquedo Assassino”, que havia visto na televisão uma semana antes. No filme, o boneco Chucky ‘incorpora’ o espírito de um criminoso e passa a matar as pessoas. Trata-se de uma produção americana de 1988 que fez tanto sucesso que teve mais duas continuações, uma delas a ‘Noiva de Chucky’. A menina só não morreu porque a faca utilizada era dentilhada, o que dificulta a penetração da mesma no corpo. (Jornal da Tarde-10/fev/00, Revista Educação mar/00)
  • Os Power Rangers foram proibidos no Canadá . A Corte Suprema chegou a conclusão que a maioria dos crimes na adolescência era devido a influência deles. Foram criados por uma seita satânica no Japão – Iokamura em 1972. Um garoto estava brincando no Panamá, com os P.Rangers das 8 as 12 hs, quando caiu e começou a retorcer-se. Levantou-se, pegou uma faca e tentou matar o irmão de 2 meses e dizia “No Risen to live” – Não há razão para viver.; conforme a tradução que vai para o Panamá. Crianças no Panamá estão se suicidando por causa dos Power Rangers.(Dr.Josue Yrion -USA-97).

Notas:

A Influência da violência na TV:

O psicólogo americano Leonard Eron, em 1960, entrevistou 835 crianças em Nova York e observou o papel da TV em sua existência. Ele viu que, quanto mais programas violentos assistiam, mais agressivos eram. Em 1971 e em 1980 ele entrevistou o grupo de novo e verificou que muiitos daqueles que tinham sido cosumidores vorazes de violência na TV tiveram comportamentos hostis na adolescência e como adultos. Quanto mais agressivos eram aos 8 anos, piores tendiam a ser aos 20 e aos 30, protagonizando um maior número de prisões e condenações. (Rev. Super interessante-Ago/99).

Andando nas Nuvens fez merchandising “collorido”:

Euclydes Marinho, autor da novela “Andando nas Nuvens”, da Rede Globo, não satisfeito com os três personagens com o nome de sua mulher, Lilibeth Monteiro de Carvalho, que por sua vez, já foi mulher do ex-presidente Fernando Collor de Mello, criou dois personagens com os nomes dos filhos de Lilibeth com o ex-marido, Arnon Monteiro e Joaquim Pedro. Até aí, não há lei que impeça autores de novela colocarem nos seus personagens os nomes de seu agrado, se não existisse por trás destes nomes, interesses além das ‘nuvens’:Fora da TV, Arnon Affonso de Mello Neto é presidente do CSA, e a novela fez um merchandising do clube, onde numa cena, Alex (Otávio Augusto) aparece ouvindo um radinho de pilha, vestindo a camisa do time alagoano (CSA) e comemorando um gol enquanto diz que “o CSA é o maior time do Brasil”. (Folha de São Paulo – 20/10/99)

 

 

 

Chucky & Maria João da Uga Uga!

Confirmado: a personagem Maria João (Vivianne Pasmanter), da novela Uga Uga!, foi mesmo inspirada em Chucky, o brinquedo assassino!(Revista Época-28/08/00)
Suástica na FIFA – Alusão ao nazismo !


A suástica é sem dúvida, um dos símbolos mais antigos e sagrados do hinduísmo. Não é a toa que este símbolo, ícone maior do Terceiro Reich, obteve a admiração e a lealdade de muitos hindus. A cruz suástica original, milenar, significa uma oração implícita por sucesso, perfeição e realização em todos os sentidos. Este signo pode ser encontrado até hoje, em várias estátuas e inscrições hindus. “Foi ordenado pelo carma do mundo germânico que ele (Hitler) guerreasse contra o Oriente e salvasse os povos germânicos – uma figura do maior brilhantismo encarnou em sua pessoa”, declarou Heinrich Himmler, que se tornou o segundo mais poderoso homem na Alemanha nazista, chefe das “SS”. (Qualquer semelhança com Taleban [não] é mera coincidência…)
Baseado nesta doutrina, Hitler e seus fiéis seguidores, adotaram a cruz suástica, alterando sua posição original, utilizando-a em seus uniformes, flâmulas, bandeiras e todo material publicitário do Reich, na posição diagonal e invertida. Desde então, a cruz suástica nesta posição, passou a ser símbolo maior do nazismo, e por consequência deste fato, também o mais repudiado, sinônimo de preconceito, racismo e intolerância. Concluimos a utilização subliminar desta signagem, uma vez que o olho vai captar de forma consciente, as ilustres celebridades focadas em primeiro plano. No segundo plano, o signo nazista foi meticulosamente inserido diversas vezes no fundo, e assim enviado ao nível subconsciente. Esta programação visual foi elaborada para atingir bilhões de pessoas em todo planeta, durante o sorteio da Copa do Mundo de 2002 que se realizou no dia 02 de dezembro de 2001.
Este site, não poderia deixar de registrar esta maligna e desastrosa intenção dos organizadores, de tentar de maneira sutil, influenciar o mundo a criar uma empatia com o movimento nazista, que ainda causa terror e assombro à nossa sociedade.

Bush é acusado de fazer propaganda subliminar
(publicado na Folha de São Paulo e no New York Times)

 A

pós ser avisado sobre a palavra, o consultor-chefe de mídia de Bush, Mark McKinnon, disse que o anúncio deveria ser corrigido porque ele “certamente pode dar aos repórteres ou a qualquer outro razão para chamar a atenção”. Mas, após rever o anúncio, ele mudou seus comentários. “Ratos não é uma mensagem”, disse. “Plano ruim ou aposentados perdem poderiam ser. Mas ratos? Acabei de ver o anúncio cinco vezes seguidas. Por mais que observasse, não pude ver ratos.” Quase todos os profissionais de propaganda entrevistados disseram que, pela forma como os vídeos são montados quadro a quadro, seria virtualmente impossível que os produtores não soubessem que a palavra estava aparecendo. “Não existe a possibilidade de que Alex Castellanos tenha feito alguma coisa por acidente”, disse Greg Stevens, um veterano publicitário republicano. Ray Strother, presidente da Associação Americana de Consultores Políticos e um antigo publicitário democrata, disse: “Quando você está em uma campanha presidencial, você deve ficar muito, muito atento a todos os quadros de sua propaganda. Você fica observando até as palavras que aparecem no boné de beisebol que as pessoas estão usando”. Bobby Baker, chefe do escritório de programação política na Comissão Federal de Comunicações, disse que, se a palavra foi inserida deliberadamente, refletiria um “comportamento inconsequente”. Ele diz que a comissão não veta propaganda subliminar, mas afirma que “há recomendações indicando que ela é inerentemente enganosa e contrária ao interesse público”. O partido gastou cerca de US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 4,6 milhões) no anúncio, que ainda está sendo veiculado em 33 Estados. Ao todo, o anúncio foi ao ar cerca de 4.000 vezes.

Fonte: http://subliminar.br.tripod.com/tv.htm#Tópicos:#Tópicos

 

 

Publicado por: fragavideos | maio 23, 2008

Violência nos desenhos Infantis e o poder da influência

Um aluno da 1ª série foi suspenso depois de desenhar uma pessoa com uma arma na cabeça de outra. Segundo o pai de Ryan Weathers, o menino foi mandado para casa por funcionários da Little School Butte, em Eagle Point, no Estado de Oregon (EUA), depois que outros pais denunciaram que seus filhos estavam sendo ameaçados por Ryan, segundo o jornal Mail Tribune. “Ele não é um menino violento. Ele não queria fazer mal nenhum”, disse Douglas Weathers, pai do menino. Funcionários da escola recusam-se a comentar o fato.

Segundo Weathers, o desenho foi inspirado num episódio do desenho “Os Simpsons”. Embora compreenda a preocupação dos outros pais, ele acredita que a instituição foi longe demais ao suspender seu filho.
Weathers possui uma arma, que, segundo ele, fica guardada num cofre e nunca foi vista pelo menino.

Nota: Por ai se vê o poder de influência que a midia exerce na mente dos pequenos. Ainda bem que tudo ficou só no papel. Espero que o pai tome cuidado dobrado com a sua arma, depois dessa.

Publicado por: fragavideos | maio 23, 2008

Boas Vindas!

Olá! Seja bem vindo ao blog da Fraga Vídeo. Aqui você vai encontrar mais informações sobre produtos e serviços que a Fraga Vídeo oferece.

 

 

 

 

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.